Instalando o FreeNAS

Instalação

Após iniciar com o CD, a tela abaixo será exibida:

Escolha a opção 9 (Install), na tela seguinte escolha a opção 3 (Install full) e clique em OK.

Confirme na tela abaixo:

Escolha  unidade de CD que possui o FreeNAS (para o caso de possuir mais de uma unidade):

Escolha o HD a ser instalado:

Escolha o tamanho da partição para ser instalado o sistema, pode usar o tamanho como 400.

Avançado: Caso deseja utilizar uma partição de swap, escolha sim, se não entende muito bem o conceito, clique em não e a instalação ira começar.

Caso tenha escolhido sim, escolha o tamanho da partição de swap (Recomendo de 1 a 2X a RAM), depois a instalação vai começar.

Nas dicas no final do tutorial veja o caminha para ativar a partição de swap.

Ao final da instalação você terá a seguinte tela:

Anote o nome do disco no segundo  parágrafo, no meu caso é o ad4.

Se optou por usar a partição de swap, anote o endereço no terceiro parágrafo, no meu caso /dev/ad4s3

Aperte enter, selecione exit e depois a opção 7 (reboot) para reiniciar o computador, mude a ordem de boot novamente para o HD e aguarde.

Observação: Tudo praticamente pronto com o computador, você pode retirar praticamente tudo dele, teclado, mouse, driver de CD, placas adicionais (vídeo, som etc), basta ter o básico para o funcionamento, cabo de energia, e uma conexão com a rede.

Configurando

A mesma tela do inicio irá se abrir, porém sem a opção 9, repare que o endereço de IP é 192.168.1.250, e esse endereço deve ser acessado de outro computador pelo navegador, veremos a tela abaixo, entre com o usuário “admin” e senha “freenas” (sem as aspas).

Temos acesso a tela principal.


Adicionando o Disco

Vamos começar montando o disco, para isso escolha o menu “Disks” e em seguida “Management”

Na tela que ira aparecer, na extrema direita há um símbolo de +, clique nele e a tela abaixo irá se abrir:

“Os dados em negrito são obrigatórios”

Escolha o disco anotado, no meu caso ad4 e preencha os campos que não estão em negrito conforme desejado, ou deixe da mesma forma, então clique em “Add”.

(lembrando que essas configurações servem para usar o mesmo disco em que o sistema foi instalado, caso você possua mais de um HD, escolha conforme as características do dispositivo.)

Em seguida clique em “Apply changes”


Montando o Disco

Novamente no menu “Disk”, escolha dessa vez “Mount Point” e novamente clique no + do lado direito da tela.

Deixe as opções da seguinte forma:

“Os dados em negrito são obrigatórios”

(lembrando que essas configurações servem para usar o mesmo disco em que o sistema foi instalado, caso você possua mais de um HD, escolha conforme as características do dispositivo.)

Type: Disk

Disk: o disco que você anotou, no meu caso ad4.

Partition type: MBR partition

File system: UFS

Mount point name: Escolha um nome para o disco, eu usei “Disco”

Preencha os campos que não estão em negrito conforme desejado, ou deixe da mesma forma, então clique em “Add”.

Agora clique em “Apply changes”


Configurando o serviço CIFS/SMB para compartilhar pastas e arquivos

Agora entre no menu “services” e em seguida CIFS/SMB

Na tela abaixo, no canto direito há uma opção a ser habilitada (Enable), marque a opção, os campos ficarão liberados para alteração.

“Os dados em negrito são obrigatórios”

Os campos podem ser preenchidos da seguinte forma:

Authentication:

  • Anonymous: todos podem acessar
  • Local User: É solicitado usuário e senha conforme a lista de usuários, a lista pode ser acessada a partir do menu: “Access” > “Users and Groups”
  • Active Directory: Puxa a lista de usuários do AD, você pode configurar o sistema para acessar o AD em “Access” > “Active Directory”

Minhas recomendações para Authentication:

Rede domestica: Use o anonymous (mais fácil, menos seguro) ou crie um usuário em Users e Groups e deixe em Local User para ter uma pequena proteção por senha e evitar que qualquer um acesse, principalmente em redes sem fio.

Empresas: Utilizem o Local User caso não possua servidor dedicado, caso tenha um servidor dedicado com o servido AD, use a opção Active Directory.

NetBIOS name: Nome que irá aparecer para os outros computadores na rede, irei usar o padrão “freenas”.

Workgroup: Nome do grupo de trabalho da rede.

Os outros itens são opcionais, mas bastante uteis, você pode por exemplo alterar as configurações de acesso se entender um pouco de permissão de acesso em Unix.

Em seguida clique em “Save e restart” na parte de baixo da tela.

Agora na mesma janela na parte de cima clique em “Shares”

Vamos adicionar uma pasta na rede, onde os arquivos podem ser salvos.

Clique no símbolo de + no lado direito da tela:

Vamos aos campos necessários:

Name: Nome do compartilhamento

Comment: Comentário

Path: Caminho, clique no botão e escolha o caminho a ser compartilhado como no exemplo abaixo:

Lembre que dei o nome do disco montado de “Disco”, aqui ele aparece, basta escolher o disco desejado (caso haja mais de um) e como opcional alguma pasta dentro desse disco, após escolher o que vai ser compartilhado, clicaque em OK.

Campos interessantes: “Hosts allow” e “Hosts deny”, especificam por IP e/ou NetBIOS (nome), separados por vírgula ou espaço, que podem ou não acessar o compartilhamento.

Agora clique em “Add”, e em seguida em “Apply changes”

Vamos ver o resultado no Windows Explorer do meu computador:

Lembre que usei o NetBIOS como “freenas”.

Então ele é acessivel na rede tanto pelo IP quanto pelo NetBIOS.

Pronto, o seu computador agora é um NAS. 😀

Dicas:
  • Troque a senha do FreeNAS no menu: System > General > Password
  • Troque o nome de usuário para acesso no navegador em: System > General (Campo Username)
  • Troque a linguagem para português em: System > General (Campo Language)
  • Verifique outros serviços que podem ser uteis na sua rede, como servidor FTP, NFS, SSH, UPnP, etc, a configuração segue os mesmos moldes.
  • Em Services > BitTorrent você pode habilitar um cliente de BitTorrent no FreeNAS, que será acessivel no endereço apontado na parte de baixo da tela de configuração, ou seja, o seu NAS pode ficar baixando seus torrents enquanto os computadores do local estão desligados.
  • Programe o horario de desligar o NAS diariamente, semanalmente, etc, em System > Shutdown > Scheduled
  • Para usar a partição de swap entre em: System > Advanced > swap, marque “enable”, seleciona “Device” e aponte o caminho anotado, no meu caso: /dev/ad4s3
  • Se você usar mais de dois HDs (sem contar o utilizado para o sistema), você pode configurar RAID em Disks > Software RAID, é possível usar as configurações de RAID: 0 (Stripe), 1 (Mirror) e 5 (Parity),  além de JBOD (Se bem que RAID eu prefiro via Hardware…)

Fonte: Conectadores

Esse post foi publicado em Tutoriais e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s