Haswell: O Processador Intel Que vai Botar o Video Onboard no Mapa

A partir de agora, esqueça tudo que você já ouviu falar sobre video onboard. A nova geração de chips da Intel.

GPUAs novas GPUs serão compatíveis com as principais tecnologias da atualidade, como o DirectX 11.1, OpenGL 4.1, OpenCL 1.2 e uma nova versão da engine QuickSync, responsável pela decodificação de vídeo. Além disso, existe a compatibilidade com a interface DisplayPort 1.2 e o suporte a resoluções 4K.

A família Ivy Bridge trouxe três modelos diferentes de GPUs integradas. O mais potente — e mais comum — é o HD 4000, que possui 16 unidades de execução; o HD 2500 utiliza a mesma arquitetura, mas possui apenas 6 unidades de execução; o último da família é o HD Graphics, que apresenta praticamente o mesmo desempenho do modelo HD 2500, mas possui menos recursos.

Para inaugurar uma nova era no desempenho gráfico, a Intel está mudando tudo, até mesmo o nome das GPUs. Em vez de chamá-las de Intel HD Graphics, a nova geração foi batizada como Iris Graphics. O número de modelos também aumentou de três para cinco, que serão divididos entre diferentes categorias de consumo energético, desempenho e preço.

A Intel garante que o Iris pode oferecer até três vezes mais potência no processamento dos gráficos que a geração atual (HD 3000 e HD 4000) que acompanha os processadores Ivy Bridge. Isso significa que você finalmente vai poder jogar os games de última geração em notebooks e, principalmente, ultrabooks, que são uma das principais bandeiras da Intel na atualidade.

Dois dos novos modelos de aceleradores gráficos da Intel devem ser destinados exclusivamente para os ultrabooks: o primeiro deles é o Intel Iris Graphics 5100, que, de acordo com a Intel, pode oferecer até duas vezes o desempenho da HD 4000 da geração anterior.

Para que isso seja possível, a empresa precisou aumentar o consumo energético (TDP) dos processadores, que era de 17 W (nas duas gerações anteriores), para 28 W, o que certamente vai impactar na construção das máquinas. Possivelmente veremos apenas os modelos maiores (13 polegadas para cima) utilizando essa versão.

Os ultrabooks menores — e mais baratos — devem receber o Intel HD Graphics 5000 (a Intel decidiu utilizar o nome “Iris” apenas para os modelos mais potentes). O diferencial desse modelo é o consumo energético, que é de apenas 15 W, sendo que o desempenho oferecido é de até 1,5 vez maior que o dos aceleradores HD 4000.

O Intel Iris 5200 é uma GPU mais potente. O modelo deve ser direcionado para os notebooks tradicionais, pois um desempenho maior também revela uma necessidade energética maior e, consequentemente, mais dissipação de calor.

Esse post foi publicado em Hardwares, Notícias e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s